Tratamento Preventivo

Tratamento Preventivo

A prevenção é fundamental em todas as áreas da saúde, e na odontologia não é diferente. O tratamento preventivo é indolor, não deixando oportunidade para que pequenos problemas se agravem e é economicamente muito mais interessante para o paciente. O custo de um tratamento dentário é um fator que afasta muito as pessoas dos consultórios odontológicos. No entanto, se for adquirido o hábito de controle periódico, automaticamente os custos de tratamento diminuirão de forma acentuada pois dificilmente serão necessárias grandes intervenções.

A manutenção de uma boa higiene bucal, com escovação dos dentes e da língua e uso do fio dental após as refeições já consiste numa forma extremamente eficiente de prevenção. Entretanto, é fundamental que o paciente vá ao dentista a cada seis meses para que possam ser avaliadas as condições gerais da boca, incluindo as restaurações, próteses, o posicionamento dentário, e, sobretudo, a realização de profilaxia dentária para remoção da placa bacteriana e do tártaro acumulado durante esses seis meses.

A limpeza periódica será um dos fatores mais importantes no tratamento preventivo já que, removendo-se a placa bacteriana, estaremos retirando da boca o desencadeador do processo da cárie, seja esta nova ou seja uma infiltração por cárie de restaurações já existentes na boca. Essas infiltrações são geralmente assintomáticas, ou seja, como não recebem estímulos diretos de doces, quente e frio, o paciente não percebe sua presença. Quando percebe, já houve evolução da cárie podendo até ter atingido o canal, sendo necessário tratamento endodôntico. Além disso, removendo-se o tártaro estaremos revertendo o quadro de sangramento de gengiva, impedindo o processo de amolecimento dos dentes resultante da perda óssea causada por ele.

É importante que seja feita aplicação tópica de flúor a partir dos três anos de idade. O papel do flúor no tratamento preventivo é fortalecer o esmalte dentário tornando-o mais resistente contra as ações de cáries.